Noticias

Recent Stories

A Conferência em vídeos

Os estudantes de jornalismo que realizaram a cobertura completa da Conferência Global de Jornalismo Investigativo fizeram entrevistas exclusivas com alguns dos principais palestrantes do evento. Eliane Brum, Caco Barcellos, José Hamilton Ribeiro e outros convidados dão importantes lições e compartilham experiências nos vídeos disponíveis no canal da Abraji no YouTube. A coordenação dos repórteres foi feita por Natália Mazotte (ECO-UFRJ) e por João Paulo Brito (Oboré). A equipe de estagiários e funcionários da TV PUC, em outro front, fez a transmissão ao vivo dos principais painéis e agora disponibiliza a íntegra dessas gravações no Portal PUC-Rio Digital. Continue Reading →

Filed under:

Um novo ecossistema baseado em redes de cooperação

Debate sobre as redes de investigação a nível internacional (Foto: divulgação/Isabela Dias)
No último dia da Conferência Global de Jornalismo Investigativo (15/10), iniciativa conjunta da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Global Investigative Journalism Network (GIJN) e Instituto Prensa y Sociedad (IPYS), a tônica foi a criação de redes de colaboração internacional entre jornalistas. Mediada por David Kaplan, diretor do GIJN e profissional premiado quatro vezes com o prêmio do Investigative Reporters and Editors (IRE), a mesa “Redes de investigação: melhores práticas” teve ainda a participação de Carlos Eduardo Huertas, diretor da plataforma Connectas; Brigitte Alfter, diretora do European Fund for Investigative Journalism; Khadija Sharife, do Forum for African Investigative Reporters e Carlos Dada, do El Faro. Os impactos do processo de globalização na criação de uma sociedade “internacionalizada” e cada vez mais complexa serviram de plano de fundo para o debate acerca das possibilidades e limitações da realização do jornalismo investigativo em um momento de crise da imprensa tradicional. “No futuro, trabalharemos com o jornalismo cross-border como um método, mas que deve ser aplicado em histórias realmente relevantes, pois demanda tempo, preparação e dinheiro”, acredita Brigitte Alfter. Brigitte Alfter, do European Fund for Investigative Journalism (Foto: divulgação/Isabela Dias)
Para Khadija Sharife, esse tipo de jornalismo representa não apenas um meio de construir networking, mas configura também um sistema de conhecimento que pode contribuir para a dissolução de ideias cristalizadas. Continue Reading →

Filed under: , , , , ,

Quatro reportagens investigativas que abalaram governos da América do Sul

Corrupção, escândalos com fraudes de contratos e violação de leis em países da América do Sul foram os elementos presentes na palestra “Investigações sobre negócios ilegais”, na manhã desta terça-feira (15), último dia da Conferência Global de Jornalismo Investigativo. Profissionais da Colômbia, Equador, Chile e Brasil apresentaram detalhes de como realizaram investigações sobre escândalos nacionais e abordaram os resultados do trabalho na mudança da realidade dos países. Confira investigações marcantes:
1)    Colonos sem terra, violência de organizações paramilitares e apropriações de empresas na Colômbia
A jornalista Ivonne Rodrigues, do “Verdad Abierta”, trouxe ao público os detalhes sobre sua investigação a respeito das terras e a violação dos direitos de camponeses, índios e afrodescendentes na Colômbia. O foco da investigação foi a reserva de Altillanura, zona que o presidente Juan Manuel Santos prioriza para a ocupação de empresas chamadas de “locomotoras agrícolas”. No entanto, um passado obscuro faz parte da história dessas terras. Continue Reading →

Filed under:

Pensar a narrativa em diferentes formatos é dever do jornalista

As novas tecnologias mudaram a concepção do fazer jornalístico. Para atrair o público não basta contar uma boa história. Pensar a narrativa em diferentes ângulos também é dever do jornalista que, agora mais do que nunca, deve atuar em equipe com desenvolvedores e designers. Amanda Cox – The New York Times (Foto: Rodrigo Gomes/Abraji)
Essa foi a mensagem que Amanda Cox, editora de visualização do The New York Times, e Mariana Santos, designer de narrativas visuais interativas do La Nación, da Costa Rica, deixaram para os participantes da palestra “Narrativas Multimídia”, realizada nessa terça (15), último dia da Conferência Global de Jornalismo Investigativo, no Rio de Janeiro. Para Amanda, “a narrativa multimídia é capaz de levar os leitores para lugares que provavelmente nunca poderiam ir”, permitindo um envolvimento completo com o conteúdo. Continue Reading →

Filed under: , , , , , , ,

O lado amargo da história: investigando a indústria alimentícia

Giulio Rubino, Cecília Anesi, Nils Mulvad e Brant Houston durante a mesa “Investigando a Indústria alimentícia” no 8º Congresso Global de Jornalismo Inestigativo. “A indústria de alimentos é vasta e global”, afirma Brant Houston, da Universidade de Illinois, iniciando a apresentação “Investigando a Indústria Alimentícia” no terceiro dia (14) da 8ª Conferencia Global de Jornalismo Investigativo. No entanto, por mais que as ações das empresas do ramo afetem de diferentes maneiras as pessoas no mundo todo, ainda existe pouca verificação sobre temas como o trabalho escravo, subsídios governamentais e questões ligadas ao meio ambiente. Houston destaca que, por serem empresas multinacionais, existem dados disponíveis em diversas instituições e é preciso organizar essas informações e divulgá-las. Uma base de dados útil é o Midwest Center for Investigation Report , uma iniciativa sem fins lucrativos dedicada a divulgação de notícias e investigações que envolvem a indústria alimentícia nos Estados Unidos. Continue Reading →

Filed under:

Conferência Global de Jornalismo Investigativo termina com recorde de público no Rio de Janeiro

A 8ª Conferência Global de Jornalismo Investigativo, o 8º Congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo e a 5ª Conferência Latinoamericana de Periodismo de Investigación formaram um único grande evento em 2013 no Rio de Janeiro, o maior até hoje sobre o tema. Foram cerca de 1300 pessoas de aproximadamente 60 países que participaram das mais de 150 atividades durante os quatro dias do encontro. *Veja o infográfico com o perfil dos palestrantes e participantes da GIJC. Até então, quase todas as conferências globais haviam sido realizadas na Europa, com a exceção de Toronto, no Canadá, em 2007. No encerramento do evento no Rio de Janeiro, Brant Houston, representante da Global Investigative Journalism Network, comemorou o sucesso do evento. Continue Reading →

Filed under:

Reportagens investigativas recebem prêmios no Theatro Municipal

Não apenas de palestras, cursos e workshops foi feita a 8° Conferência Global de Jornalismo Investigativo. Também houve o momento onde os memoráveis trabalhos de investigação tiveram o devido reconhecimento. O local escolhido para abrigar, na noite desta segunda (14), a coroação das reportagens, foi o  Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A noite iniciou em grande estilo com a homenagem prestada pela Abraji ao jornalista Marco Sá Correa. O autor da reportagem premiada com menção honrosa do Esso em 1977, sobre os detalhes da Operação Brother Sam, foi prestigiado com um vídeo que contou com o depoimento de doze colegas de profissão, dando-nos a dimensão da importância deste jornalista na história da comunicação. Continue Reading →

Filed under: , , , , , , ,

Jornalistas debatem cobertura das violações aos direitos humanos na América Latina

Colombianos afetados pelas guerrilhas, abusos sexuais praticados por um sacerdote na Argentina e massacre de civis na Guatemala. Cobrir este cenário de violação aos direitos humanos requer sensibilidade e atenção, qualidades que os jornalistas Luz Maria Sierra, da revista colombiana Semana, Ana Arana, da Fundación Mepi, e Daniel Enz, da revista Análisis, demonstraram ter de sobra ao apresentar os bastidores de suas reportagens na mesa “Investigações sobre direitos humanos”, realizada nesta segunda-feira (14) na Conferência Global de Jornalismo Investigativo. Marianella Balbi, Luz Maria Sierra e Daniel Enz
Segundo Luz Maria, há mais de 5 milhões de vítimas de guerrilhas na Colômbia. Esse dado consta em uma grande reportagem realizada pela equipe de profissionais da Semana, um trabalho que ficou conhecido como “Proyecto víctimas”. A ideia, nas palavras da jornalista, era explorar a plataforma multimídia, dando visão a um processo que durou mais de oito meses. Continue Reading →

Filed under: , , , , , , ,

Diretora da IRE realiza treinamento sobre investigação através de análise de redes sociais

Quando se fala em análise de redes sociais, logo vem à mente Facebook, Twitter, Instagram e outras mídias digitais. Mas quando o assunto é investigação jornalística, o foco são os fundamentos por trás de conexões e relacionamentos entre pessoas. Este foi o tema da oficina “Análise de Redes Sociais para Investigações: usando o NodeXL no Excel para determinar influência e corrupção”, ministrada pela jornalista Jaimi Dowdell, diretora de treinamento da Investigative Reporters and Editors (IRE), realizada segunda (14), na PUC-Rio. Essa forma de análise exclui o que as pessoas dizem, suas opiniões ou suposições. “Trata-se apenas das conexões em si”, frisou Dowdell. Continue Reading →

Filed under: , , , ,

Como investigar fraudes nas áreas da saúde e da indústria farmacêutica

Ranbaxy:  medicamento para aidéticos adulterado
Ao longo de quatro anos, Katherine Eban, repórter da revista americana Fortune, investigou a adulteração dos remédios genéricos produzidos e prescritos não apenas nos Estados Unidos, mas também em diversos outros países como Brasil, Índia e Rússia. A extensa apuração da denúncia, feita por emails anônimos, levou à confirmação do que muitos já suspeitavam: no mundo todo, pacientes de doenças graves como câncer e Aids estavam sendo enganados por substâncias que não faziam o efeito que deveriam fazer. E pior: as agências de regulação dos países investigados não realizavam o controle da produção e da eficácia dos medicamentos como deveriam fiscalizar. A reportagem “Dirty Medicine” foi uma das apresentadas na mesa “Investigando pautas em saúde”, realizada nesta segunda (14), no terceiro dia da Conferência Global de Jornalismo Investigativo, na PUC-Rio, que também contou com a participação do jornalista venezuelano David González, do El Nacional e da nigeriana Rose Nwaebuni, do Pointer Newspaper. Segundo os jornalistas, para investigar denúncias na área de saúde é preciso persistência e preparo. Continue Reading →

Filed under: , , , ,